• DONO DA NOITEEliandro brilhou de novo. Desta vez, porém, nenhum torcedor viu de perto os gols do atacante no retorno do Guarani à Série B do Brasileiro após cinco temporadas. Por conta de punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), devido incidentes no jogo do acesso contra o ASA, em outubro do ano passado, pela Série C, a estreia do Bugre foi com os portões fechados no Brinco de Ouro. Mesmo sem público nesta sexta-feira, o artilheiro marcou os dois gols no triunfo, por 2 a 0, sobre o Brasil-RS, repetindo o desempenho no confronto que recolocou o time na segunda divisão – diante dos alagoanos, ele havia marcado duas vezes no triunfo por 3 a 0.

     

  • COMO FICA?Após os quatro jogos que abriram a Série B nesta noite, o Guarani dorme na liderança, com três pontos, e saldo positivo de dois gols. O CRB, que fez 1 a 0 sobre o Ceará, e o Juventude, que virou o duelo diante do Luverdense (2 a 1), também estão com três pontos.

     

  • SEQUÊNCIA DOS TIMESGuarani e Brasil terão missões nos extremos do país pela segunda rodada da Série B. O Bugre viaja até Recife, onde encara o Santa Cruz, no Arruda. Esse duelo será no sábado, às 16h30. O Xavante volta a campo na terça-feira, às 19h15, quando recebe o Londrina, no Bento de Freitas, em Pelotas.

     

  • PRIMEIRO TEMPOA eficiência do Guarani foi decisiva no primeiro tempo, mas a ineficiência não permitiu um placar mais elástico para os donos da casa. Com a base da Série A2 em campo, o Bugre levou um susto logo no início, quando João Afonso partiu livre e parou na defesa de Leandro Santos. A resposta bugrina, porém, foi com bola na rede. Após se beneficiar de posição de impedimento, Eliandro arrancou e tocou na saída de Martini: 1 a 0. O time gaúcho poderia ter igualado com Rodrigo Silva, que sem marcação cabeceou pela linha de fundo. Mas depois disso só deu Bugre, que desperdiçou duas boas chances. Em uma, Eliandro chutou após passar pelo camisa 1, mas viu Marlon salvar em cima da linha. Na outra, Bruno Nazário cabeceou sozinho, mas errou o gol.

    SEGUNDO TEMPO

    Nem mesmo a mudança do Brasil-RS na volta do segundo tempo foi capaz de brecar o Guarani. Rafinha entrou no lugar de Juninho, mas foi Eliandro que mostrou mais uma vez eficiência. Após uma bela jogada de ataque, Claudinho tocou de calcanhar para o camisa 9 bater e ampliar: 2 a 0. Com a vantagem alargada, o Bugre recuou e permitiu ao Xavante criar chances. Na primeira, Leandro Leite tocou de cabeça e a bola foi no travessão. Na segunda, Rodrigo Silva cabeceou, Leandro Santos desviou com a ponta dos dedos e a bola acertou a trave. No rebote, Bruno Lopes chutou e o goleiro, mesmo caído, salvou com o pé esquerdo. Ele ainda defendeu uma cabeçada de Papa e teve sorte em um chute de Bruno Lopes que foi pela linha de fundo.

    Fonte: Globo Esporte

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA